Atividades
  • Notificações
  • Tags
  • Favoritos
Nenhuma notificação

"A cultura come a estratégia no café da manhã".

"A cultura come a estratégia no café da manhã".
Alessandra Cruz
mai. 28 - 4 min de leitura
0 Curtidas
0 Comentários
0

Desde que li essa frase no livro de Laszlo Bock, tudo fez sentido. Explicando a frase, o autor diz que, por melhor que seja a sua estratégia de negócio, produto, serviço ou qualquer outra coisa, se as pessoas participantes dela não tiverem uma cultura aderente aos comportamentos esperados, seus projetos serão prejudicados.

A cultura está acima de qualquer plano estratégico porque antes de tudo, ela é formada por pessoas. Priorizá-la como fator decisivo fará a diferença em qualquer ecossistema.

Outro ponto importante é que para transformar ou criar uma cultura, não basta apenas discursar ou escrever uma série de crenças e princípios inspiracionais, é preciso definir quais são os comportamentos esperados das pessoas e ter a disciplina de praticá-los, dia após dia.

Portanto, a estratégia e a cultura precisam ser criadas juntas para que estejam em sincronia!

Ok! Mas pode onde começar?

Se uma cultura é a grande junção do comportamento das pessoas, então algo já existe, porque elas estão ali desde começo (ou pode ser que estejam chegando agora!).

  1. O primeiro passo é saber o que as pessoas vivenciam naquele ambiente. Isto pode ser chamado de “cultura implícita” ou “cultura vivenciada”, de acordo com meus estudos. Fazer um diagnóstico ou mapa de cultura ajudará a identificar os comportamentos existentes X os comportamentos aderentes à cultura desejada; os comportamentos existentes X os comportamentos NÃO aderentes à cultura desejada; os comportamentos que precisam ser melhorados X os comportamentos que podem ser fortalecidos e por aí vai...
     
    DICAS! 
    a) 
    Livro “The Culture Map” (Erin Meyer).
    b) Metodologia de Culture Mapping da Siena Company.
     
  2. Depois de “se localizar” dentro do mapa, pare e crie os componentes da sua cultura, o que também pode ser chamado de “cultura desejada”. Assim como é definido o plano de negócio/estratégia, qual será o plano de cultura? A maioria das referências de Planos de Cultura traz o combo básico de valores, artefatos, incentivos, exemplos, rituais e comportamentos.

    "As pessoas interpretam as culturas fortes com base em seus artefatos, pois são muito visíveis; os valores e as premissas subjacentes, porém, são muito mais importantes."

    DICAS! 
    a)
    E-book "Qulture.Rocks sobre cultura" (https://qulture.rocks/conteudos/ebooks/)
    b) Culture Deck da Netflix
     
  3. Se tudo começa pelas pessoas, um dos pontos cruciais para a formação da cultura é a seleção de quem fará parte do seu ecossistema. Contrate e selecione pessoas com o feat cultural e o perfil adequado à sua estratégia, isso inclui principalmente a seleção dos líderes.
     
  4. Uma cultura desejada só funciona quando os líderes a abraçam de forma visível e agem de acordo com os comportamentos esperados, afinal, eles têm influência direta no que as pessoas acreditam, sentem e fazem. Tudo começa de cima pra baixo, o famoso “top down”.

    “Incutir a crença na prática se torna mais fácil à medida que os gestores se convencem dela”.
     
  5. Depois de definir o seu “Plano de Cultura”, é a hora de começar a implementar! De acordo com os resultados e análises do diagnóstico, o que deve ser priorizado? Qual parte da cultura precisa ser melhorada ou criada? Tenha os dados coletados como norte para as suas entregas.

Essas cinco frentes descritas acima não fazem parte de uma receita de bolo do sucesso cultural, mas são essenciais pontos de partida. Para complementar o post, deixo aqui abaixo algumas referências mais detalhadas:

@ Livros:

a) Você é o que você faz - Como criar a cultura da empresa (Ben Horowitz). Recomendo começar por ele antes de todos!

b) Um novo jeito de trabalhar (Laszlo Bock).

c) Powerful – Como construir uma cultura corporativa de liberdade e responsabilidade (Patty McCord).

@ Cases:

a) Netflix: https://jobs.netflix.com/culture
b) Nubank: https://blog.nubank.com.br/tag/cultura/
c) Amazon: https://acestartups.com.br/cultura-gestao-rh-amazon/


Criar uma cultura aderente à sua estratégia não é um processo simples, fácil e rápido, mas precisa sempre ser priorizado. À medida que os rumos mudam e a estratégia evolui, a cultura também precisa acompanhar. O ‘alvo’ está sempre em movimento.

“No fim das contas, as pessoas não vão se lembrar dos comunicados para a impressa nem dos prêmios, no entanto, elas jamais esquecerão como se sentiram trabalhando na sua empresa e isso também será o elo que manterão as pessoas ligadas à ela quando as coisas não derem certo.”

Até a próxima! =)


Denunciar publicação
0 Curtidas
0 Comentários
0
0 respostas

Indicados para você