[ editar artigo]

Employee Experience: Como entregar o que realmente importa para os colaboradores

Employee Experience: Como entregar o que realmente importa para os colaboradores

Na linha de que tudo impacta a experiência do colaborador, nem o céu é o limite se formos pensar em ações, projetos, processos, tecnologias e infraestrutura que impactem positivamente a vida das pessoas no contexto de trabalho. Por isso, quero sugerir um retorno ao básico! Aquilo que tenho visto que realmente faz diferença para as pessoas e que vai criar a base certa para sua estratégia de Employee Experience.

 

1- Defina e, principalmente, comunique o propósito do seu negócio

Tenha de forma muito clara e conhecida por todos a visão de quem é o cliente, quais são suas dores e como vocês geram valor para eles com seus produtos e serviços. Isso cria contexto para as pessoas, gera identificação e um motivo compartilhado entre o time para trabalhar todos os dias.

2- Torne claro o impacto do trabalho de cada um

As pessoas querem trabalhar por algo relevante e, mais ainda, querem ter um impacto real. Tenha isso em mente e defina metas e desafios para os times. Melhor ainda se elas forem compartilhadas, criando um ambiente mais colaborativo e facilitando com que todos entendam seu papel nos resultados.

3- Deixe transparente as expectativas sobre cada pessoa

No tópico anterior, falamos sobre alinhamento de expectativas em relação a resultados, mas não é só isso. Nessa hora, a cultura importa muito: tenha valores bem definidos, explicados com exemplos e situações do dia a dia. Isso deixa claro as regras do jogo e apoiam as pessoas em suas decisões na empresa.

4- Crie as condições necessárias para que as pessoas tenham sucesso

Você lutou com a concorrência do mercado de trabalho para trazer os melhores profissionais para a sua empresa, mas na hora deles trabalharem e gerarem resultados para si e para o negócio: frustração. Nem sempre compreendemos o que exatamente está acontecendo, mas podem ser coisas simples como falta de equipamento, de informação, de treinamento ou de espaço adequado. Por mais óbvio que isso possa parecer, encontramos muito essa situação por aí! Não dificulte a vida do seu time, dê o necessário para que eles realizem todo o potencial que tem.

5- Crie uma cultura de reconhecimento

Mesmo com tudo certo e em andamento, não deixa as pessoas no "vácuo"! Sim, estamos falando do "vácuo" da falta de reconhecimento e de feedback. Não deixe que perguntas como "será que estou indo bem?", "será que estão gostando do meu trabalho?", "será que meu trabalho é importante?" tomem a energia e o tempo do time. Crie uma cultura de reconhecimento contínuo: que acontece no dia a dia, que identifique e valorize comportamentos, entregas e contribuições que acontecem diariamente na empresa.

6 - Bônus: Desenvolva a sua liderança!

Contrate, promova  e forme líderes que se importam com as pessoas e com tudo isso que falamos! Use o interesse genuíno pelas pessoas e a vontade de ajudá-las a terem sucesso como critério de seleção da liderança e como conteúdos para treinamento e desenvolvimento, afinal, o RH não faz Employee Experience sozinho!

 

Meu objetivo aqui foi te mostrar quais são as bases para uma estratégia consistente quando o assunto é a experiência do colaborador. Espero que a partir desse momento, com esses focos em mente, você esteja mais preparada para criar experiências incríveis para as pessoas!

 

Photo by CoWomen from Pexels

BE A CHANGE MAKER
Deborah Oliveira
Deborah Oliveira Seguir

Co-founder da nw2 e CEO da WeCare, apaixonada por inovação e eterna questionadora em busca de novas e melhores soluções! Sou administradora, já fui executiva de RH e hoje empreendo nas áreas de inovação e tecnologia.

Ler conteúdo completo
Indicados para você